Província Santa Cruz - Franciscanos - OFM - Belo Horizonte, MG
Santo Franciscano do dia
            Carisma             Santos Franciscanos      
B. Marcos de Montegallo
23 mar
A+ a-

Sacerdote da Primeira Ordem Franciscana (1425-1496), cujo culto foi aprovado por Gregório XVI (20-09-1839).

Marcos nasceu em 1425 em Fonditore, lugar da região de Montegallo, para onde o pai, Claro de Márchio, se retirara havia alguns anos, para fugir às desavenças facciosas e ferozes surgidas em Áscoli Piceno. Só regressou a essa cidade para facilitar os estudos a Marcos, que depois passou à universidade de Perúsia, e mais tarde à de Bolonha, onde se doutorou em Letras e em Medicina. Em Ás- coli fez o seu tirocínio como médico. Para satisfazer os desejos do pai, em 1451 casou com uma senhora nobre, Clara Tibaldeschi, com quem viveu em continência. No ano seguinte ao falecimento do pai, os dois esposos de comum acordo abraçaram a vida religiosa - ela acolhida entre as clarissas do mosteiro de Santa Clara das Senhoras Pobres de Ascoli, e ele no convento dos frades menores de Fabriano.

Terminado o noviciado nesse convento, foi nomeado superior em S. Severino, e logo iniciou a missão de pregador, sob a orientação do ilustre confrade Tiago da Marca. As principais mazelas do seu tempo eram as guerras civis e a usura, exercida sobretudo pelos judeus. Fr. Marcos com a sua fervorosa pregação restituiu a paz e a concórdia e acabou com as facções rivais em Áscoli, Camerino, Fabriano e outras cidades. Contra o abuso usurário dos judeus fundou em muitos centros urbanos numerosos Montepios (Montes de Piedade)

Em 1480 foi nomeado por Sisto IV pregador e angariador de fundos para a cruzada, juntamente com vários confrades. Também foi director espiritual da B. Camila Batista Varano. E ainda lhe sobrou tempo para escrever algumas obras, entra elas "La Túvola delia Salvezza" (A Tábua da Salvação), impressa em Florença em 1494.

A 19 de Março de 1496, em Vicência, onde estava a pregar, foi surpreendido pela irmã morte e sepultado na igreja franciscana de S. Biágio Velho, onde lhe começou a ser prestado culto público. Em Ascoli Piceno há na igreja franciscana uma pintura do B. Marcos, datada de 1506. Em Montegallo ergueram-se altares em sua honra. Pouco depois da sua morte foi composto um hino de louvor, em latim, a exaltar a sua vida santa.

Marcos de Montegallo pertence à pléiade de pregadores do Evangelho, do estilo inconfundível de S. Bernardino de Sena, que deram início a uma primavera de vida cristã, um florescimento extraordinário de santidade.

Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação