Visita do Ministro Geral: Festa de Santo Antônio
Notícias
            Informações             Notícias             Visita do Ministro Geral: Festa de Santo Antônio
15/06/2019 EPC e Paróquia Santo Antônio Divinópolis Notícias Visita do Ministro Geral: Festa de Santo Antônio
A+ a-

No dia da Festa de Santo Antônio, dia 13 de junho, a Celebração Eucarística Solene das 19h no Santuário Santo Antônio, em Divinópolis, foi presidida pelo Frei Michael Perry, OFM - Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores - e concelebrada pelo Frei Valmir Ramos, OFM - Definidor Geral da Conferência Latinoamericana - Frei Hilton Farias de Souza, OFM - Ministro Provincial da Província Santa Cruz -  Frei Vicente Ronaldo, OFM, Pároco da Paróquia Santo Antônio -  além de vários frades da Província Santa Cruz.

A celebração foi iniciada com um grande cortejo no qual os devotos de Santo Antônio acompanharam, em procissão, a imagem de Santo Antônio nas ruas do entorno do Santuário.

Devido a grande quantidade de fiéis presentes, a celebração foi transmitida simultaneamente para os telões ao lado da Igreja.

Santo Antônio, embora conhecido como o santo de Pádua, na Itália, na verdade é natural de Lisboa, Portugal. É da família Bulhões e seu nome de batismo é Fernando. Seu nome foi mudado quando fez opção pela vida religiosa, já que o “homem velho” – Fernando – morreu para o mundo, e o “homem novo” – Antônio – nasceu para Deus .

Inicialmente, tornou-se um monge agostiniano, em Lisboa; depois, viveu em Coimbra. Tornou-se franciscano posteriormente, quando viu três missionários indo para o Marrocos, no desejo, ardentes de serem mártires. Tempos depois, esses frades faleceram. Quando os restos mortais deles voltaram para Portugal, o fato despertou em Antônio o desejo de entrar para a Ordem dos Frades Menores.

Como missionário franciscano, o santo tentou ir ao Marrocos uma vez e ficou doente. Na segunda vez, a embarcação em que estava foi desviada por uma tempestade e jogada ao sul de Cecília. Lá, ele permaneceu com outros franciscanos e fez sua vida religiosa no sul da Itália.

Santo Antônio morreu, ainda jovem, aos 36 anos. Porém, sua fama de santidade espalhou-se rapidamente não só pela Europa, mas por todo o mundo. Atribui-se a essa rápida disseminação da santidade de Antônio o fato de ele ser um exímio pregador, por saber de cor a Bíblia e ter uma eloquência formidável! O jeito de falar dele era simples, com profunda doutrina; ao mesmo tempo, Francisco era acessível à população. Nessa época, o norte da Itália e o sul da França estavam contaminados por heresias, grupos de pessoas com ideologias que ameaçavam a sã doutrina da Igreja. Santo Antônio combateu com muita eficácia essas heresias, por isso sua fama de pregador se consolidou.

Ele atendia com simplicidade e dedicação as pessoas, os mais necessitados e doentes, por isso era tão querido.

Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Seth Comunicação