Pio Brasileiro: “um pedacinho do Brasil em Roma”
Notícias
            Informações             Notícias             Pio Brasileiro: “um pedacinho do Brasil em Roma”
03/04/2019 Padre Arnaldo Rodrigues – Cidade do Vaticano Notícias Pio Brasileiro: “um pedacinho do Brasil em Roma” O Pontifício Colégio Pio Brasileiro está celebrando nesta quarta-feira, 03 de abril, seus 85 anos de fundação.
Colégio Pio Brasileiro
Colégio Pio Brasileiro
A+ a-

O Pio Brasileiro, como é conhecido, é administrado pela Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e acolhe padres vindo das diversas arquidioceses e dioceses de todo o Brasil e de outros países, normalmente latino-americanos ou da África portuguesa, para os estudos de mestrado e doutorado nas universidades pontifícias e públicas de Roma.

Estes sacerdotes apenas residem no colégio e estudam nas diversas universidades em Roma. Os sacerdotes residentes partilham uma vida de espiritualidade e formação permanente.

Embora seja uma residência para padres estudantes, também muitos brasileiros que passam por Roma, eclesiásticos e leigos, encontram no Pio Brasileiro uma referência da sua terra natal, seja como hóspedes ou como convidados dos padres residentes. O Colégio Pio Brasileiro, como recordou São Joao Paulo II,

“ é um pedacinho do Brasil em Roma. ”

O colégio Brasileiro nasceu do Pontifício Colégio Pio Latino, que durante muitas décadas acolheu um considerável número de seminaristas vindos das diversas dioceses brasileiras. Lá se formaram, além de muitos padres, um consistente número de bispos e arcebispos. Dentre eles, três receberam o título de cardeal: D. Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti, D. Sebastião Leme da Silveira Cintra e D. Alfredo Vicente Scherer. D. Joaquim Arcoverde, arcebispo do Rio de Janeiro, foi o primeiro latino-americano a ser distinguido pela Igreja com tão grande honraria. Foi com o Papa Pio XI que a ideia da construção de um colégio brasileiro fosse avante.

No Natal de 1927, nossos bispos enviaram ao clero e aos fiéis do Brasil uma Carta Pastoral Coletiva, apresentando as razões que justificavam a construção de um colégio próprio, em Roma, e, ao mesmo tempo, lançavam uma Campanha Nacional para recolhimento de fundos, a fim de realizar o ambicioso projeto. Em 1929, depois de superados todos os entraves, foi lançada a primeira pedra, iniciando-se, logo em seguida, a construção do edifício.

Cinco anos mais tarde, a 03 de abril de 1934, celebrou-se sua inauguração. A turma fundadora, formada por 34 padres e seminaristas, saiu do Pio Latino. Como no Colégio anterior, também aqui a direção coube aos jesuítas.

Nos seus mais de oitenta anos de existência, já passaram pelo Colégio mais de 2.200 estudantes, uns ainda seminaristas, outros já presbíteros. O número dos ex-estudantes ordenados bispos já se aproxima dos 150. Destes, sete foram eleitos cardeais: D. Agnelo Rossi (também foi estudante do Pio Latino), D. Serafim Fernandes de Araújo, D. Geraldo Majella Agnelo, D. Odilo Pedro Scherer, D. João Braz de Aviz, D. Raymundo Damasceno de Assis e D. Sérgio da Rocha.

Em 2014, dois importantes acontecimentos marcaram a vida do Pontifício Colégio Pio Brasileiro: a celebração de seus oitenta anos de fundação, em 03 de abril; e a transferência, em 30 de setembro, da direção do Colégio, até aquele momento sob a responsabilidade da Companhia de Jesus, para uma equipe de presbíteros diocesanos, escolhidos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A Celebração dos 85 anos de fundação do Colégio Pio Brasileiro será marcada com uma missa presidida pelo Cardeal Beniamino Stella, Prefeito da Congregação para o Clero.

Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação