Celebração de Finados na Fraternidade de Areias
Notícias
            Informações             Notícias             Celebração de Finados na Fraternidade de Areias
03/11/2020 EPC Notícias Celebração de Finados na Fraternidade de Areias
A+ a-

Na manhã do dia 2 de novembro a Fraternidade Rivotorto, em Ribeirão das Neves – MG, acolheu os confrades das fraternidades circunzinhas e também acolheu Dom Jailton de Oliveira Lino e as irmãs Franciscanas do Senhor que para lá se deslocaram para juntos celebrarem a Eucaristia em memória aos confrades que já partiram para a casa do Pai e para reafirmar diante de Deus a nossa fé e a nossa Esperança. Celebrou-se a vitória da vida sobre a morte.

 

Durante a celebração presidida por Dom Dom Jailton de Oliveira Lino, bispo da Diocese de Teixeira de Freitas-Caravelas, os presentes se recordaram dos irmãos e irmãs que nos precederam no caminho para a vida definitiva em Deus. Momento oportuno para louvar ao Senhor da vida pela história daqueles que já faleceram e agradecê-lo pelo bem que realizaram e o testemunho de fé que nos deixaram. Ao celebrar o Mistério Pascal de Cristo, nós cristãos reconhecemos que na morte a vida não nos é tirada, mas transformada.

Após a celebração eucarística, os presentes seguiram em procissão ao Cemitério Provincial. As sepulturas de nossos irmãos, que deixam em nossa terra a sua memória, foram incensadas e aspergidas. Em comunhão com a proposta da CNBB, também foi plantada uma cerejeira brasileira. A iniciativa tem como slogan “É tempo de cuidar da saudade e da Casa Comum” e faz parte da Ação Solidária Emergencial da Igreja no Brasil “É Tempo de Cuidar”. A Ação Solidária, criada pela CNBB e pela Cáritas desde o início da pandemia da Covid-19, tem como objetivo estimular diversas iniciativas de cuidado com o próximo, desde a arrecadação e distribuição de doações até a ajuda nos campos religioso, humano e emocional. A ação do Dia de Finados também conta com a participação da Pascom Brasil e da Signis Brasil.

O convite para plantar uma árvore no Dia de Finados, segundo Dom Joel Portella Amado, bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, é feito a “todos que experimentam a saudade e se angustiam com a devastação ambiental”. Dentro da perspectiva ecológica, a CNBB indicou o plantio de árvores nativas de cada região e, se possível, árvores alimentícias. Além disso, foi recomendado que se evitem sementes, fazendo o plantio a partir de mudas, com procedência garantida. “Esse gesto, além de evitar as tradicionais aglomerações nos cemitérios, liga-se também à triste destruição ecológica decorrente das queimadas em algumas regiões do país”, afirma Dom Joel.

Que possamos no futuro, provar dos seus frutos, como hoje saboreamos os frutos herdados de nossos entes e confrades falecidos.

  • "Que a nossa irmã morte seja bem acolhida,
  • como a gente acolhe o sono,
  • depois de um dia bem ocupado".
  • (São Francisco de Assis)
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Seth Comunicação