Liturgia para a Festa de Santa Maria dos Anjos da Porciúncula
Notícias
            Informações             Notícias             Liturgia para a Festa de Santa Maria dos Anjos da Porciúncula
02/08/2018 Lecionário Franciscano e Missal Franciscano Notícias Liturgia para a Festa de Santa Maria dos Anjos da Porciúncula
A+ a-

Santa Maria dos Anjos da Porciúncula

2 de agosto

Festa

O Seráfico Pai Francisco, por singular amor à Santíssima Virgem, teve sempre especial cuidado da igrejinha dedicada a Santa Maria dos Anjos ou da Porciúncula, que ele restaurou com suas próprias mãos. Aí, morou estavelmente com seus irmãos depois do retorno de Roma; aí, reunia em capítulo os frades, enviando-os em seguida pelo mundo como missionários da paz; aí, em 1211, deu origem, com Santa Clara, à Segunda Ordem franciscana; aí, concluiu o curso de sua vida terrena. Para a mesma capela, segundo a tradição, o Santo fundador obteve a histórica indulgência plenária chamada de “Perdão de Assis”, que os sumos pontífices confirmaram sucessivamente e estenderam a numerosas igrejas. A Porciúncula foi o lugar mais amado por São Francisco que repetia enquanto morria: “Este lugar é verdadeiramente santo e habitação de Deus. Quem aqui rezar com fé obterá o que pedir”.

Antífona da entrada       Jt 13, 18.20

  • Bendita sejas, filha, pelo Deus altíssimo,
  • mais que todas as mulheres da terra,
  • e bendito seja o Senhor Deus, criador do céu e da terra.
  • Sejas exaltada para sempre.

Oração do dia

  • Olhai, Senhor, vosso povo
  • reunido na festa da Bem-aventurada Virgem Maria,
  • Rainha dos Anjos, e fazei que, por sua intercessão,
  • possa participar da plenitude da vossa graça.
  • Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
  • na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura - Eclo 24, 1-4.16-22.31

A sabedoria fixou a sua morada na assembleia dos santos.

Leitura do Livro do Eclesiástico

  •                 A Sabedoria faz seu próprio elogio:
  •                 em Deus será honrada e, no meio do seu povo, glorificada.
  •                 Ela abre a boca na assembleia do Altíssimo
  •                 e se gloria diante do Seu poder.
  •                 É exaltada no meio do seu povo
  •                 e admirada na santa multidão.
  •                 É louvada entre a multidão dos escolhidos
  •                 e abençoada entre os abençoados de Deus, ao dizer:
  •                 “Lancei raízes num povo glorioso,
  •                 no quinhão do Senhor, na sua herança,
  •                 e fixei minha morada na assembleia dos santos.
  •                 Como o terebinto estendi meus ramos,
  •                 e meus ramos são majestosos e cheios de graça.
  •                 Como a videira germinei o encanto,
  •                 e minhas flores são frutos de honra e beleza.
  •                 Sou a mãe do belo amor e do temor,
  •                 do conhecimento e da santa esperança.
  •                 Em mim está toda a graça do caminho e da verdade,
  •                 em mim, toda esperança de vida e de virtude.
  •                 Vinde a mim, todos os que me desejais,
  •                 e fartai-vos dos meus frutos.
  •                 A minha instrução é mais doce que o mel,
  •                 e a minha herança, mais do que o mel e seu favo;
  •                 minha lembrança dura por todos os séculos.
  •                 Os que comem de mim terão ainda fome;
  •                 os que de mim bebem terão sede ainda.
  •                 Quem me ouve não será confundido;
  •                 os que agem unidos a mim não pecarão:
  •                 os que me tornam conhecida terão a vida eterna.”
  •                 Palavra do Senhor.

 Salmo - Sl 33, 1.5-7.9-10.18-19

  1. Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo.
  •                 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu
  •                 e de todos os temores me livrou.
  •                 Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido,
  •                 e o Senhor o libertou de toda angústia.  R        
  •                 Provai e vede quão suave é o Senhor!
  •                 Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
  •                 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos,
  •                 porque nada faltará aos que o temem. R           
  •                 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta
  •                 e de todas as angústias os liberta.
  •                 Do coração atribulado ele está perto
  •                 e conforta os de espírito abatido.           R

Segunda Leitura - Gl 4, 3-7

Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher.

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas

  •                 Irmãos:
  •                 Assim, nós também, quando éramos menores,
  •                 estávamos escravizados aos elementos do cosmo.
  •                 Quando se completou o tempo previsto,
  •                 Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher,
  •                 nascido sujeito à Lei,
  •                 a fim de resgatar os que eram sujeitos à Lei
  •                 e para que todos recebêssemos a filiação adotiva.
  •                 E porque sois filhos,
  •                 Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu
  •                 Filho, que clama: Abá - ó Pai!
  •                 Assim já não és mais escravo, mas filho;
  •                 e, se és filho, és também herdeiro:
  •                 tudo isso, por graça de Deus.
  •                 Palavra do Senhor.

Aclamação - Lc 1, 28

  • V. Aleluia, aleluia, aleluia.
  • R. Maria, alegra-te, ó cheia de graça,
  • o Senhor é contigo;
  • és bendita entre todas as mulheres da terra!    R

Evangelho - Lc 1, 26-33

Eis que conceberás e darás à luz um filho.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas

  •                 Naquele tempo,
  •                 o anjo Gabriel foi enviado por Deus
  •                 a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,
  •                 a uma virgem, prometida em casamento
  •                 a um homem chamado José.
  •                 Ele era descendente de Davi,
  •                 e o nome da Virgem era Maria.
  •                 O anjo entrou onde ela estava e disse:
  •                 “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”
  •                 Maria ficou perturbada com estas palavras
  •                 e começou a pensar qual seria o significado da saudação.
  •                 O anjo, então, disse-lhe:
  •                 “Não tenhas medo, Maria,
  •                 porque encontraste graça diante de Deus.
  •                 Eis que conceberás e darás à luz um filho,
  •                 a quem porás o nome de Jesus.
  •                 Ele será grande,
  •                 será chamado Filho do Altíssimo,
  •                 e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi.
  •                 Ele reinará para sempre
  •                 sobre os descendentes de Jacó,
  •                 e o seu reino não terá fim”.
  •                 Palavra da Salvação.

Sobre as oferendas

  • Senhor, nós vos oferecemos com alegria
  • o pão e o vinho para o sacrifício de louvor
  • na festa da Mãe do vosso Filho;
  • em troca da nossa humilde oferta,
  • dai-nos um conhecimento sempre mais vivo
  • do mistério da redenção.
  • Por Cristo, nosso Senhor.

Prefácio

  • V. O Senhor esteja convosco!
  • R. Ele está no meio de nós.
  • V. Corações ao alto!
  • R. O nosso coração está em Deus.
  • V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
  • R. É nosso dever e nossa salvação.
  • Na verdade, é justo e necessário,
  • é nosso dever e salvação dar-vos graças,
  • sempre e em todo tempo e lugar, Senhor,
  • Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso,
  • por Cristo, Senhor nosso.
  • Nós vos louvamos, vos bendizemos,
  • vos glorificamos
  • na festa da bem-aventurada sempre Virgem Maria.
  • Por obra do Espírito Santo,
  • ela concebeu vosso único Filho;
  • e, sempre intacta na sua glória virginal,
  • irradiou sobre o mundo a luz eterna,
  • Jesus Cristo nosso Senhor.
  • Por meio dele alegram-se os anjos
  • e por toda a eternidade adoram a glória de vossa face.
  • Concedei, Senhor, que a seu canto unamos as nossas humildes vozes no hino de louvor, cantando (dizendo) a uma só voz:

Santo, Santo, Santo...

Antífona da comunhão  Lc 1, 47-48

  • O meu espírito exulta em Deus meu Salvador,
  • porque olhou para a humildade de sua serva.
  • Desde agora, todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
  • Depois da comunhão
  • Favoreça-nos, Senhor, o banquete, de que participamos,
  • nesta festa da Virgem Maria;
  • e faça-nos experimentar mais abundantemente
  • a misericórdia do vosso Filho
  • e amá-lo para sempre.
  • Por Cristo, nosso Senhor.
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação