1º dia do II Congresso Nacional de Educadores Franciscanos
Notícias
            Informações             Notícias             1º dia do II Congresso Nacional de Educadores Franciscanos
28/08/2018 REF Notícias 1º dia do II Congresso Nacional de Educadores Franciscanos
A+ a-

A cerimônia de abertura do II Congresso Nacional de Educadores Franciscanos aconteceu na tarde de segunda-feira (27), no Teatro São Francisco, na cidade de Anápolis – GO.

Para ver as fotos do evento, clique aqui.

O Coordenador da Rede Educacional Franciscana (REF), Frei Flávio Noleto, OFM saudou e acolheu todos os participantes. A oração inicial foi realizada pela equipe e educandos do Colégio São Francisco de Assis (GO), com a entrada da Cruz de São Damião e das imagens de Sant’Ana, São Francisco de Assis e Santa Clara. O Ministro Provincial, Frei Marco Aurélio da Cruz, OFM deu as boas-vindas e invocou as bênçãos de Deus sobre os participantes do Congresso.

Fizeram parte da mesa diretiva: Frei Marco Aurélio da Cruz, Ministro Provincial da Província do Santíssimo Nome de Jesus do Brasil e Presidente da Rede Educacional Franciscana (REF); Frei Valmir Ramos, OFM – Definidor-Geral para a América Latina; Dom Frei Severino Clasen, OFM – Bispo da Diocese de Caçador (SC); Frei Claudino Gilz, OFM – da Província da Imaculada Conceição do Brasil (SP) e Grupo Rede Bom Jesus; Frei Hélio Moraes, OFM – da Província de Nossa Senhora da Assunção (MA); Frei Everton Leandro Piotto, OFM –  da Custódia Sagrado Coração de Jesus (SP); Frei Oton Júnior, OFM – da Província Franciscana de Santa Cruz (MG); Frei Flávio Noleto, OFM – Coordenador Geral da Rede Educacional Franciscana (REF), Definidor e Ecônomo da Província do Santíssimo Nome de Jesus do Brasil; e Alex de Araújo – Secretário Municipal de Educação de Anápolis (GO), representando o Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal.

Dom Frei Severino Clasen, OFM, mencionou a preocupação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com uma educação solidária e humanista, e ressaltou que a Ordem dos Frades Franciscanos já trabalha nesse eixo, educando para a solidariedade, trabalho tão importante e necessário para o atual contexto da sociedade brasileira.

O Prefeito Municipal de Anápolis (GO), ex-aluno de uma escola franciscana, enviou sua mensagem, por meio do Secretário de Cultura, Alex de Araújo, destacando sua preocupação com a educação de novos cidadãos e que a Igreja Católica desempenha um importante papel social, despertando nas pessoas o espírito de solidariedade e humanidade.

Na palestra de abertura “A Educação Franciscana em prol do Humanismo Solidário”, Frei Valmir Ramos, OFM contextualizou o atual cenário social em que grandes mudanças são necessárias perante as crises sociais que oprimem a humanidade. Destacou que a educação franciscana não pode distanciar-se dos princípios evangélicos e das orientações da Igreja e precisa levar em conta a vida concreta dos estudantes e de suas famílias com tudo que os atinge hoje. Nesse sentido, explicou ser fundamental cultivar a vivência das virtudes e valores humanos construindo um mundo de paz e igualdade. Por isso, a minoridade e fraternidade são uma luz no caminho da educação franciscana para se alcançar esse objetivo. Salientou, ainda, que o verdadeiro humanismo defende a dignidade e a igualdade de direitos, valoriza a diversidade e que, a partir daí, entra a solidariedade que deve ser praticada em ações concretas: acolher e não julgar ou condenar. Ao final, evidenciou que a educação franciscana precisa ir além e fazer a diferença. Concluiu que é necessário pensar nos mais pobres e ter a coragem de abraçar a promoção humana como forma solidária de cumprir a sua missão.

Em seguida, a palestra de Frei Valmir Ramos, OFM culminou com mesa redonda moderada pelos Freis Oton Júnior, OFM e Claudino Gilz, OFM.

Os congressistas abordaram diversos temas sobre a Educação Franciscana, dentre eles destacaram-se:

  • - Educação Franciscana nas ideologias que contaminam a Educação Franciscana;
  • - Os desafios das Instituições Franciscanas em relação à mercantilização da Educação;
  • - O posicionamento político das Instituições Franciscanas;
  • - O papel efetivo dos religiosos(as) dentro e fora dos limites das Escolas;
  • - O papel das Instituições Franciscanas em momentos de crise e a representatividade das escolas do passado em relação aos dias de hoje;
  • - Documentos que regem os fundamentos da Educação Franciscana.

Slide - Frei Valmir - II Congresso Nacional de Educadores Franciscanos  

Texto Completo - A Educação Franciscana em Prol do Humanismo Solidário - Frei Valmir 

Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
Notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação