“Nenhum ser humano pode modelar um Deus” – Uma leitura de Sb 15,7-19