Província Santa Cruz - Franciscanos - OFM - Belo Horizonte, MG
Santo Franciscano do dia: B. Timóteo de Montíquio B. Timóteo de Montíquio

Sacerdote da Primeira Ordem Franciscana (1444-1504), com culto aprovado por Pio IX (10-03-1870).

Timóteo nasceu em Montíquio, a poucos quilômetros de Áquila, a cidade onde nesse mesmo ano S. Bernardino de Sena voava para o céu. No firmamento da santidade seráfica extinguia-se assim um astro, em torno do qual surgiram muitas estrelas, entre elas o B. Timóteo.

De família rural, viveu totalmente dedicado à oração. Com receio dos perigos do mundo, e no intuito de evitá-los, juntamente com um irmão de sangue entrou na Ordem dos Frades Menores, que nessa época atingia o auge da celebridade pela vida santa de muitos dos seus filhos. Ordenado sacerdote, foi-lhe logo encomendado o cargo de mestre de noviços. A sua vida parecia mais celeste do que terrena, até pelas frequentes visões da SS. Virgem e de S. Francisco, e pelo dom dos milagres. Procurou impregnar-se do espírito daqueles santos religiosos que renovaram a observância da regra na Ordem Seráfica, a começar por S. Bernardino de Sena.

Do convento onde durante muitos anos foi mestre de noviços passou mais tarde para um outro, mais humilde, onde viveu até à morte. O teor de vida foi sempre o mesmo, de oração e contemplação, de zelo sacerdotal e fidelidade heroica à regra franciscana.

As virtudes em que mais brilhou foram o desprendimento do mundo, a exata observância da regra, o fervor no serviço divino, a meditação da paixão de Cristo e uma filial devoção a Maria e a S. Francisco. Era tal o seu amor ao silêncio e à solidão, que as conversas que mantinha eram sempre breves, embora cheias de cordialidade e bondade.

Era tão humilde, que sempre se considerava o mínimo de todos; tão obediente, que fazia o que lhe mandasse até o último dos confrades; e para conservar intacta a pureza, mortificava o corpo com cilícios e outras formas de austeridade. Era caridoso para com todos; arranjava mil maneiras de socorrer os necessitados; assistia com paciência aos moribundos; era assíduo no sacramento da reconciliação e na direção espiritual. E não deixou de anunciar às cidades e povo- ações vizinhas a mensagem evangélica.

Com a idade de 60 anos, em 22 de agosto de 1504, adormeceu serenamente no Senhor, no convento solitário de Santo Ângelo de Ocre.

Continue lendo...
Próximos aniversários:
31/08 José Bandeira de Oliveira
02/09 Luciano Lopes
04/09 Eliseu Tijdink
12/09 Fábio L’ Amour Ferreira
17/09 Basílio de Resende
17/09 Márcio Carneiro Cabral
20/09 Júnio Fernando Marques
21/09 Lourenço Tollenaar
22/09 Adilson Corrêa da Silva
27/09 Reinaldo Pereira Gomes
Eventos
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação