Província Santa Cruz - Franciscanos - OFM - Belo Horizonte, MG
Santo Franciscano do dia: S. Pacífico de S. Severino S. Pacífico de S. Severino

Da Primeira Ordem Franciscana (1653-1721), canonizado por Gregório XVI (26-05-1839).

Pacífico, natural de S. Severino, nas Marcas, foi o último dos 13 filhos duma família exemplar. Após a morte dos pais, foi acolhido e educado por um tio materno, prior da catedral de S. Severino, sacerdote muito culto e muito austero. Aos 17 anos abraçou a vida religiosa entre os Frades Menores, e emitidos os votos, fez os estudos de filosofia e teologia, sendo ordenado sacerdote aos 25 anos.

Depois disso ainda continuou a preparar-se intensamente para o apostolado e o ensino, até que, com 28 anos, foi nomeado pregador e leitor, passando três anos a pregar e leccionar filosofia. Durante 10 anos calcorreou várias vezes os caminhos das verdejantes Marcas, percorreu repetidamente aldeias e cidades, pregou em igrejas, em praças públicas, em santuários de peregrinações, sempre incansável em difundir a verdade cristã. A sua palavra estimulava os fiéis, o seu zelo comovia os tíbios, a sua humildade vergava os soberbos. Durante muito tempo se recordou nas Marcas a pregação sublime e convincente do frade franciscano, mesmo depois de as fadigas da sua vida de pregador volante o forçarem a imobilizar-se num convento, quando a artrite lhe atingiu os joelhos. Tinha ele nessa altura 45 anos, e viveu até aos 68, sempre cada vez mais doente, e ao mesmo tempo mais austero consigo mesmo, mais atormentado pela incompreensão e ferido pela calúnia. Mas preferiu não se defender das injustas acusações. Conservou em silêncio aquela paz de espírito que com muito trabalho conquistara.

A saúde piorava cada vez mais. A artrite nos joelhos e suas sequelas nas pernas juntou-se depois a surdez e a cegueira progressiva, a ponto de nos últimos anos da vida se lhe tornar impossível celebrar a Eucaristia, ouvir confissões e participar na vida da fraternidade. Alexandre Calvi, bispo de S. Severino, foi visitá-lo no dia 11 de junho de 1721, e ouviu, pasmado, a advertência: “Senhor bispo, ao Paraíso, ao Paraíso! O senhor irá primeiro, mas eu não tardarei a segui-lo”. Nessa mesma tarde o bispo caiu doente, e veio a falecer cerca de um mês mais tarde. Frei Pacífico seguiu-o, como prognosticara, algum tempo depois, em 24 de setembro de 1721, com 68 anos de idade

Continue lendo...
Próximos aniversários:
27/09 Reinaldo Pereira Gomes
13/10 Valter Pinto Vieira Júnior
15/10 Hugo Maria van Steekelenburg
30/10 Fabiano Aguilar Satler
08/11 Ronilson Caetano da Silva
16/11 Jhonathan Darlon Batista Vieira
20/11 Alexsandro Rufino da Silva
21/11 Antônio Teófilo da Silva Filho
04/12 Robério Antunes Ruas
13/12 José Aguinaldo Querobino
Eventos
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação