Província Santa Cruz - Franciscanos - OFM - Belo Horizonte, MG
Santo Franciscano do dia: B. Maria Francisca Schevrier B. Maria Francisca Schevrier

Da Terceira Ordem Regular Franciscana (1819-1876), fundadora das Irmãs dos Pobres de S. Francisco, beatificada por Paulo VI (28-04-1974).

Nasceu em 3 de janeiro de 1819 na cidade belga de Aquisgrano (Aachen), e era afilhada do imperador Francisco II. Quando aos 13 anos lhe morreu a mãe, ganhou o costume de socorrer os pobres nas suas necessidades e de lhes ensinar o catecismo.

E não era tarefa fácil, dado o ambiente de indiferença, quando não mesmo de hostilidade, da burguesia citadina, admiradora de Voltaire. Maria Francisca, no entanto, não se poupou a fadigas nem se deixou vencer por temor, até porque para a empresa que sonhava encontrou apoio num sacerdote da paróquia.

Depois de ter feito um retiro em Liège, no dia 3 de outubro de 1846, com cinco companheiras formou em Aquisgrano um grupo que pouco depois teve oportunidade de prestar um valioso serviço, durante uma epidemia que assolou a cidade. Para dar forma canônica à instituição nascente, escreveu uma regra, em que punha o seu pequeno grupo sob a proteção de São Francisco de Assis, dando relevo à caridade, à pobreza e às obras de misericórdia para com os pobres. Daí o nome do Instituto, de Irmãs dos Pobres de São Francisco de Assis. Com as companheiras entrou na vida religiosa em 12 de outubro de 1850. No entanto, a regra só viria a ser aprovada por S. Pio X em 1908.

A nova congregação difundiu-se rapidamente. Já em 1858 tinha sido fundada uma casa provincial nos Estados Unidos da América. Em vésperas da aprovação pontifícia, o Instituto contava já com 61 casas, 16 das quais na América, e com 1.500 religiosas. Algumas dessas religiosas têm-se dedicado também à obra de recuperação de juventude extraviada, e durante várias guerras de fins do século XIX dedicaram-se a assistência sanitária dos militares em hospitais.

Apesar dessa atividade tão dinâmica, Maria Francisca encontrava sempre tempo para dedicar à oração, à meditação, à visita diária ao Santíssimo Sacramento, à prática duma terna devoção à Mãe de Deus. Era suave para com todos, mas para consigo severa e austera. Tinha reverenciai respeito aos sacerdotes, em quem via a pessoa de Cristo.

Suportou com resignação cristã a última enfermidade, que lhe purificou mais a alma e a tornou mais digna da glória do céu. Para lá voou no dia 14 de dezembro de 1876, em Aquisgrano, com a idade de 58 anos. A cidade em peso acorreu a prestar-lhe a última homenagem e a manifestar a sua dor por ter perdido aquela que era mãe amantíssima de todos, em especial dos pobres, dos desgraçados, dos humildes.

Continue lendo...
Próximos aniversários:
17/12 Jhonatan de Jesus Luiz
21/12 Gilberto Martins Custódio
22/12 Rogério de Sousa Rodrigues
24/12 Adelmo Francisco Gomes da Silva
Eventos
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Centro Administrativo | WebTop
Seth Comunicação